A ideia de análise e rastreamento faz você querer fechar os olhos e ouvidos e sair correndo? Não se preocupe, não é tão ruim quanto parece. Os relatórios analíticos podem fornecer muitos insights valiosos sobre a integridade do conteúdo de seu site e seu público. E se você souber onde clicar, será muito fácil ler esses relatórios da próxima vez.

A linguagem básica do Web Analytics

Quero dar a você uma visão geral dos relatórios que mais leio quando quero saber mais sobre como está o conteúdo do meu site, como ele é envolvente, quão bem está sendo convertido, etc. Agora, eu percebo que a palavra “convertendo ”Pode ser novo para alguns de vocês. Se for, este é apenas um indicador de quão bem o seu site está alcançando seus objetivos. E o objetivo pode ser muitas coisas. Você pode definir uma meta de conseguir assinantes para o seu boletim informativo; outra meta seria fazer com que as pessoas reservassem horários ou clicassem no seu número de telefone exibido em seu site. E o objetivo óbvio seria fazer com que as pessoas comprassem um produto em seu site. Quando as pessoas que vêm ao seu site fazem qualquer uma dessas ações em seu site ( metas do site ), podemos dizer que eles “converteram”. E chamamos essas ações de “conversões”.

Os três relatórios mais importantes do Google Analytics

Existem vários relatórios sobre o Google Universal Analytics, mas os três que eu gosto de verificar regularmente são Público, Aquisição e Comportamento. Você verá as mesmas informações em todas essas áreas, mas de perspectivas diferentes. Você encontra esses relatórios quando abre o Google Universal Analytic e olha na área esquerda. Você também pode obter esses relatórios em um formato bonito entregue em sua caixa de entrada com o Relatório do Google Data Studio, sobre o qual falarei em outro post.

O Relatório de público: Geográfico > Localização

Este relatório responderá à pergunta: De onde vêm os usuários que visitam nosso site? Você pode ver o tráfego por país, cidade, continente, subcontinente. Agora você pode perguntar: por que essa informação é importante?

Se você dirige uma empresa cujos clientes são apenas pessoas locais, faz sentido que as pessoas que moram longe visitem seu site se não comprarem seus produtos? O que você precisa mudar se nenhuma pessoa local estiver visitando seu site? Talvez você precise perguntar a seus clientes locais qual conteúdo eles gostariam de ver em seu site, o que seria útil para eles acessarem.

A outra área que gosto de examinar é a linguagem. Na análise, você verá o idioma do navegador que os usuários usam. Esta informação pode ser importante se você tiver muitos visitantes de diferentes países e estiver se perguntando se deve ter seu site em mais de um idioma. A mesma coisa aconteceria de outra maneira. Talvez você tenha seu site em dois idiomas e perceba que a maioria dos visitantes está engajada apenas em um idioma. Este seria um momento para se perguntar se você continua mantendo os diferentes idiomas em seu site ou se concentra seus esforços em apenas um.

O Relatório de Aquisição: Todo o Tráfego > Canais

A pergunta que fazemos aqui é: de onde vem esse tráfego? Vem da pesquisa orgânica? Pesquisa paga? Referências?

O ideal seria ter um grande número de seu tráfego vindo de Orgânico. Isso significa que eles estão procurando algo específico no mecanismo de busca (Google, Bing, Yahoo) e seu site aparece nos resultados da pesquisa. Aí eles clicam e voilá foi assim que te encontraram! Para isso, é claro, você precisa ter as palavras-chave certas em seu site, para que os mecanismos de pesquisa mostrem seu conteúdo aos visitantes em potencial.

Se você está executando campanhas pagas, como Facebook Ads, Google Ads ou qualquer outro tipo de anúncio digital, gosto de adicionar uma segunda dimensão chamada “Origem / Meio” como você pode ver na imagem abaixo.

Olhando para este relatório, podemos ver quais plataformas estão gerando mais tráfego, quantos usuários versus novos usuários estão visitando, qual plataforma está funcionando como um tráfego de referência. As campanhas pagas estão trazendo tráfego suficiente e o tráfego está “convertendo”.

Se você executa campanhas em diferentes plataformas ao mesmo tempo, pode fazer uma comparação e ver qual delas está funcionando bem, qual não está funcionando bem. Quanto tempo as pessoas permanecem no site? Isso seria mais uma indicação de que uma campanha está funcionando bem ou não, por exemplo. Se você perceber que o Google Ads está gerando muito tráfego, mas eles ficam apenas 2 segundos, talvez seja necessário se perguntar se o anúncio que você está veiculando está realmente comunicando o que as pessoas que clicam nele esperam encontrar no seu site.

Como podemos alavancar o tráfego que está convertendo, o que você está fazendo certo? Isso nos ajuda a entender um pouco o que está acontecendo em nosso site e também a tomar melhores decisões.

Outra área que gosto de verificar é o Search Console no Relatório de aquisição. O que é interessante aqui é saber o que as pessoas procuram. Que perguntas eles estão fazendo ao Google? Depois de analisar essa área, poderíamos decidir escrever mais sobre o assunto que as pessoas mais procuram.

O Relatório de comportamento: Conteúdo do site > Todas as páginas

O interessante sobre o relatório de comportamento é saber qual artigo do meu site está recebendo mais tráfego. Quanto tempo eles permanecem nessa página? Qual é a duração média da sessão? Qual é a taxa de rejeição? Ao olhar para este relatório, você pode querer escolher as postagens de blog mais visitadas e escrever algo relacionado a elas, vincular essas postagens em suas outras postagens de blog para que as pessoas encontrem as novas provenientes das mais populares.

Este seriam os itens básicos que você deve observar para tomada de decisão para ação de marketing ou mudanças estratégicas para usa empresa.

Categorias: Blog

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *